domingo, março 23

Hot Spots de Brasilia; meus lugares preferidos para curtir a capital

Vocês sabem que eu simplesmente a-m-o quando vocês deixam sugestões de posts nos comentários né? É ótimo saber que assuntos mais interessam vocês, e o que vocês buscam ao acessar o blog. Além de que, coração mole que nem eu sou, nunca resisto a um pedido de vocês! 
Semana passada fui requisitada a fazer um post sobre os meus hot spots preferidos em Brasília, e sabe que é uma boa? É sempre ótimo compartilhar dicas de lugares que a gente curte, tipo como trocar figurinhas; eu falo os meus, vocês falam os seus, e assim a gente vai anotando mais endereços tops na agendinha (metaforicamente falando claro, na realidade a gente escreve um lembrete no celular ou tira um fotinha e guarda no rolo de câmera hahaha).

Nightlife

Bom mesmo é começar essa lista falando de balada né? hahaha... Tenho frequentado muitas ultimamente, e tenho certeza de que essa frequencia vai aumentar cada vez mais. Mesmo assim, já tenho uma lista pequena mas poderosa de favoritas que prometem uma noite incrível na cidade!

  • Noir - Sem dúvidas a minha boate favorita! Ela fica no Gilberto Salomão, um centro comercial (tipo um mini-shopping) daqui e é simplesmente incrível. Inspirada no conceito do filme Tron, a medida que a festa vai crescendo e a noite vai virando dia é como se ela ganhasse vida própria; os lasers de luz que circulam do chão ao teto batem e vibram na batida da música, que (e eu digo isso com o mínimo permitido de exagero), bate tão forte que você consegue distinguir quais órgãos vitais estão vibrando (é sério gente, tudo começa a tremer! hahaha). Mas o mais legal na minha opinião são os postes de pole dance que ficam nas laterais dos lounges/camarotes (aqui em Brasília eles tem esse nome diferentinho mesmo hahaha). Como eles estão em um nível um pouco elevado, da pra ver a boate inteira dalí, quer sensação melhor? No mais, sempre tem eventos com DJs e artistas famosos, que também é super bacana. Ah, e mais uma coisa, se for passar na Noir procura pelo Felipe e fala que a Teddy mandou ele tirar uma foto sua! Ele é fotografo da Noir e amigo meu, ta aí o motivo do abuso hahaha

  • Hog - Outra boate bacana além da Noir é a Hog, que fica no Complexo Brasil 21 (SHS Quadra 6) confesso que dela eu gosto um pouco menos, mas ainda assim é uma das melhores! Com um formato mais estreito, a Hog é dividida em dois andares; os lounges em cima e a pista em baixo. E a melhor parte dos lounges, pelo menos na minha opinião (meus amigos vão me bater se lerem isso hahaha) é a visão de cima da boate, mais ou menos que nem lá nos postes da Noir, só que em maior escala. Poder sentir a energia do pessoal e ver a galera pulando la embaixo é o que mais me anima! (já deu pra perceber que eu gosto de uma alturinha né? hahaha)

  • Get Glow: Não é uma balada, mas sim uma festa sazonal que acontece por aqui a cada semestre com muita, muita tinta! Explico; com certeza vocês já viram por ai fotos ou matérias sobre essas festinhas da tinta, onde todo mundo vai de camiseta branca e se pinta até ela ficar irreconhecível haha. Pois é, a get glow tem esse mesmo conceito e eu amo! Além da brincadeira da tinta que já deixa todo mundo animado, a playlist dessa festa também é toda especial. Ou vai dizer que toca indie + eletrônico em qualquer boatezinha ai? MGMT é pra poucos! Hahaha, além deles toca também muito Phoenix, Two Door Cinema Club, Azealia Banks, Passion Pit, Arctic Monkeys () entre outros. E mesmo que você não reconheça nenhum nomezinho dessa lista vale a pena ir em pelo menos uma pra ter um gostinho da experiência. Eu mesma já fui 2 vezes e to sempre ligada nas datas pra ver quando vai rolar de novo (dia 29 agora tem uma marcada, eu já comprei meu ingresso, e você?)

Gastronomia 

Escolher alguns poucos restaurantes preferidos é que nem escolher alguns poucos pares de sapatos preferidos; tarefa difícil. Os primeiros que me vieram à cabeça foram os que listei abaixo, um processo super instintivo mesmo que com certeza deve ter deixado alguns bons nomes para trás. Mesmo assim, esses são sem dúvidas aqueles sem os quais eu não viveria! haha
  • Taypá -  Escolhido pelo próprio presidente do Peru como o melhor restaurante de culinária peruana fora do país, o Taypá tem aquela cozinha exótica na medida; diferente e intrigante mas ao mesmo tempo agradável ao paladar! Sou super anti-didática pra recomendar prato (raramente lembro o nome de um), mas sempre que vou no Taypá (e olha que eu já fui algumas muitas vezes) peço as bolas de queijo com macaxeira gratinada, são o paraíso em forma esférica! Também recomendo dar uma olhada na seleção de pratos mais recomendados do cardápio. Dica nada original, eu sei, mas é lá onde estão a maioria dos pratos que já provei de la. E digo uma coisa, até hoje não teve um que não me agradasse!

  • L´Entrecote de Paris - Ta bom que esse restaurante não é genuinamente brasiliense, e que além de ser inspirado em um conceito já existente ele também fez sua fama em São Paulo bem antes de vir pra ca, mas não existe universo em que eu vá fazer uma lista de restaurantes preferidos e não incluir o Lentrecote de Paris nela! Pra quem não está familiarizado com a dinâmica do restaurante, aqui vai; o cardápio consta de apenas um prato. Sim, um único prato apenas; Fillet com batatas fritas bem sequinhas e um molho secreto cuja receita nunca é nem comentada! Além dele tem duas opções de saladas como entrada, o couvert e variadas sobremesas. Okok, não é realmente apenas um prato, mas vocês me entenderam; a única diferenciação que rola entre o seu prato e os demais é o ponto da carne. Ahh, e sem esquecer de comentar o refil de batata à vontade! Quando estou enjoada demais do Pier (chego lá em um minuto hahaha), não restam dúvidas em relação ao lugar escolhido para almoçar nos dias em que tenho que ficar até mais tarde na escola (ele fica na 304 sul e da pra ir andando do meu colégio até lá! haha #escolhiaescoladireito)

  • Daniel Briand - Mais um endereço brasiliense com pézinho na França. O Daniel Briand é um café/restaurante (melhor da cidade por 6 anos consecutivos de acordo com o guia Veja! Ui!) cujo ambiente te faz sentir dentro de uma estufa, super próximo a natureza e às tradições francesas (que incluem um croissant bem crocante e macarrons de variados sabores). A patissier dele foi a melhor que já provei fora de França, e bem aqui na 104 norte! São lugares como esse que fazem a gente gostar cada vez mais da cidade onde vive, e, respectivamente, do país no qual ele foi inspirado.

  • Gero - Todo mundo tem direito a ter aquele restaurante especial, e o Gero é o meu. Sempre escolhido para comemorações especiais, o Gero já diz tanto por sua fama e reconhecimento que nem resta muito a dizer sobre ele, apenas que é um restaurante maravilhoso, de uma cozinha super especial e ambiente aconchegante (amo restaurante escuro!). Nem tenho mais o que dizer galera, só talvez que, dessa lista, ele seja o meu ultimate preferido! (fica no shopping Iguatemi, do qual já falo haha)

Entretenimento 

Pra quem já mora aqui esses endereços não vão ser grande novidade, mas quem pretende visitar a capital algum dia no futuro próximo não pode deixar de visita-los!

  • Pier 21 - Falar de Pier é complicado porque, sendo bem sincera, rola uma relação de amor e ódio (e ainda assim ele entrou facinho nessa lista hahaha). Todo mundo que mora em Brasília conhece o Pier, sem excessão, pois ele é o ultimate go-to em termos de entretenimento na cidade. Tem cinema, boliche, restaurantes, lojas, bares, boates... É um shopping ao ar livre cheio de possibilidades que de quebra ainda tem uma vista linda pro lago. Só amores até agora né? Então deixe-me explicar a parte do ódio; o Pier é, digamos assim, minha segunda casa. Por ser do ladinho da minha escola, eu almoço la pelo menos uma vez por semana. Além da minha academia, que também é lá. Da pra imaginar que quando chega o final de semana eu prefiro manter o mínimo saudável de distância né? Hahaha. Mas pra quem não tem grande parte da vida centralizada lá ele é, na minha opinião, um dos melhores lugares para marcar um encontro descontraído com as amigas, ver um filme e ter uma noite light.

  • Deck - O Deck vai um pouco na mesma onda do Pier. Exceto que eu não vou lá tanto, ou seja, não fico tão enjoada. Mas em compensação a atmosfera do ambiente é menos agitada, tornando-o ainda mais light que o Pier. Tenham em mente que quando falo Deck, quero dizer Deck + arredores, tendo em vista que ele é o principal de vários blocos que formam mais um "shopping ao ar livre". No Deck propriamente dito amo o Frans Café (café gourmet aberto 24 horas que ta lá desde os cafés da manhã de sábado até as noitadas fim-de-festa hahaha) e o Dona Lenha, pizzaria que tem uma das melhores saladas Ceasar! Já nos arredores não posso deixar de comentar do Yours, restaurante do chefe Dudu Camargo que eu e minhas amigas sempre vamos (se for peça o arroz de brócolis cremoso + o fillet ao molho de vinho do Porto, eu vou pra lá por ele! hahaha), o Koni, restaurante de fast-food japones que também tem a cara do meu pós-balada e a Torterria de Lorenza, cujos chocolates artesanais me fazem chorar!

  • Pontão - Quer visitar um lugar que, em sua excência, é lindo? Pronto, Pontão. De frentinha pro lago, o Pontão é mais um point de entretenimento, incorporando bares e restaurantes em um ambiente delícioso de passear! Quando vou andar de lancha com o pessoal por exemplo, sempre rola um prep ou after por lá. Bacana também é alugar uma pancha e chamar as amigas para algumas horas de stand up, super diferente né? Bom pra quando a gente quer variar das noitadas e fazer alguma coisa ao ar livre. Por esses e outros motivos (incluindo a gastronomia japonesa do lugar) o Pontão é uma escolha perfeita para programas tanto a noite quando ao dia.

  • Iguatemi - O melhor shopping de Brasília de acordo com vários outros nomes além do meu, isso é sem dúvida. Pode parecer estranho mas sabe o que eu mais gosto do Iguatemi? Não é a loja da Tiffany nem da Burberry (ele tem um hall de luxo super completo), e nem a John John nem a Les Lis e nem o Freddo (sorvete artesanal argentino!), e sim o teto baixo do prédio. Loucura né? Mas repara; um shopping de teto baixo (relativamente falando claro) te passa a sensação de aconchego, de "casinha" haha. Além dele quase sempre estar super vazio, o que é um ponto bônus haha

O post ficou grande mas eu juro que a lista ta pequena! Hahaha... Esses foram alguns dos lugares dos quais lembrei de relance, ainda assim sendo extremamente fiel ao meu cotidiano (retirando as house parties e gets, é exatamente assim que eu passo meus finais de semana; seguindo essa lista). Espero que tenha adicionado ai alguns endereços e novas possibilidades para quem já mora na capital. E pra quem ainda ta devendo uma visita, quem sabe esses nomes acima não servem de ponto de partida para um guia turístico de entretenimento na cidade? Mas mais do que isso, acho bacana a ideia de dividir aqui no blog um pouco mais da minha vida off-line. Afinal, o look fica mais completo quando a gente sabe onde ele vai ser usado né?

13 comentários:

  1. Como você faz pra entrar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como você faz pra entrar nas boates? **

      Excluir
    2. Oi! Essas boates que eu listei fazem vários eventos pra 16 anos :)
      Beijos

      Excluir
  2. teddy MUITO OBRIGADA haha

    ResponderExcluir
  3. teddy se posso dar mais uma ideia.. tenta falar aonde você arruma seu cabelo e como voce cuida dele.. obrigada desde ja ❤️❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro! Tenho que confessar que não sou a pessoa mais apropriada pra dissertar sobre esse assunto mas já que o pedido foi feito quem sou eu pra negar né? Hahaha
      Beijos!!

      Excluir
  4. Olá Teddy,
    Como você disse basicamente no seu primeiro Post, o fiel leitor retorna ao seu blog novamente...
    Tinha visto alguns dias atrás no seu Instagram, que você tinha voltado com o blog, mas não tinha passado aqui novamente para ver as novidades!
    Li todas as publicações para dar aquela atualizada nesse período sem post's.
    Essa última publicação ficou uma ótima dica, pois não conhecia esse restaurante com comida Peruana!
    Super indico ao ir no Gero pedir o mil folhas...
    Um abraço,
    Victor Hugo (Hugo) kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hugo! Senti falta dos seus comentários por aqui! Estou feliz que esteja gostando dessa nova fase do blog :)
      Ahh, e amei a dica de prato! Próxima vez que for ao Gero vou provar.
      Beijos

      Excluir
  5. Amei as dicas! Quando estive em Bsb conheci alguns desses restaurantes, mas foi só. Não fiz um "turismo" :( já estou anotando as dicas pra próxima vez que eu for aí haha
    Você já foi no Carpe Diem do Casa Park?? É um bistrô com comida francesa, DIVINO! Se você nunca foi, precisa ir lá! Indico ir à tarde, eles servem um chá com crepes maravilhoso, amei tudo lá!
    Beijos! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lala, eu costumava ir muito no Carpe Diem da Asa Sul quando era pequena, mas faz muito tempo que não vou. Aliás, essa sua dica me fez lembrar um pouco de la, eu já tinha esquecido o quanto é bom (a feijoda que tem aos domingos é divina!). Quem sabe semana que vem ou na próxima eu não passo la pra matar a saudade! Haha
      Beijos!!

      Excluir
    2. A feijoada agora é aos sábados haha vai sim e me manda snap!
      Beijos

      Excluir
    3. Viu? Pra você ver a quanto tempo eu não vou! Haha
      Pode deixar que do snap eu não esqueço :)
      Beijos

      Excluir

Esse espaço aqui é de vocês meninas! Comentei, perguntem, conversem, tricotem... pode fazer de tudo menos falar mal da blogueira hahaha :)
Beijos!