quinta-feira, maio 29

Dicas rápidas e práticas para não morrer no salto alto

Se existe uma matéria na qual nós mulheres somos eternas aprendizas, essa é a arte da dominação e controle do salto alto. Hahaha... pode parecer exagero, mas veja bem; cada uma pisa no primeiro par de sapatos de salto quando se sente pronta (pra mim foi aos 12 eu acho, mas pra muita gente esse rito de passagem chega muito depois) e, a partir desse momento, incorpora esses centímetros a mais como extensão do próprio corpo. Daí em diante o salto vira parte do cotidiano, o que é ótimo, porque são incríveis e dão uma sensação de baita poder, mas também é meio chato, pois podem causar um bom estrago tanto a curto quanto a longo prazo. Graças a Deus com o passar dos anos eu fui descobrindo certas diquinhas que ajudam muito na hora do pós festa (pior momento da história pra quem vai pra balada toda trabalhada nos 15cm de altura haha) e, claro que mais hora menos hora eu iria compartilha-las aqui com vocês!
São dicas super simples mas que, pelo menos pra mim, são extremamente úteis. Da pra todo mundo incorpora-las fácil, fácil e se livrar do chôrôrô de fim de noite.

Foto incírvel por Marcos Araújo de um dos meus sapatos preferidos (e mais confortáveis!)
  • Saltos com plataforma: Baixinha de natureza, não tem como não se apaixonar por um modelo de sapato que vai te proporcionar mais centímetros por menos dor. A barganha do século, não? Sou adepta assumida das plataformas e hoje em dia é muito raro comprar algum salto que não as tenha, pois dão mais suporte ao pé e diminuem a sensação de altura, encurtando o dobramento que o pé faz proporcionando assim muito mais conforto.
  • Palmilhas: Minhas melhores amigas! Esses pequenos adesivos de silicone absorvem o impacto da planta do pé no chão, prevenindo aquela sensação de dor que fica no "peito do pé" posterior ao uso do salto (sabem do que eu to falando né? Aquela dificuldade chata de andar direito que surge assim que a gente descalça o sapato, parece que levou um tiro no pé! Hahaha)
  • Sandálias: Além de amar sandálias por acha-las lindas, também sou fã dos saltos mais abertos pelo conforto que proporcionam. Pode não alterar diretamente na dor sentida no calcanhar, mas elas nunca (ou raramente) serão culpadas por bolhas e calos nas áreas próximas aos dedos. Sofro muito com isso pois acho muito pior do que as dores do peito do pé, por isso amo sandálias e faço questão de ter uma pequena coleção que não vai me matar no meio da noite.
  • Alongamentos: Sim, alongamentos! Pode parecer idiota, mas um músculo alongado é muito mais resistente pois seu relaxamento proporciona longas e duradouras horas livres de dor. O mais recomendado é dar uma alongada nas áreas da panturrilha e posterior de perna (o "toe touch" por 30 segundos já faz a diferença)
  • "Break in" o salto: Aprendi essa na marra; nada de comprar sapato novo e sair pra badalar direto, isso só rende desastre! O ideal é escolher um dia a toa e dar uma caminhada pela casa com ele, ou usar pela primeira vez para ir a um jantar, ao cinema, ou qualquer outro lugar que não vá exigir muitas horas em pé.
Essas são apenas algumas diquinhas rápidas e práticas que todo mundo consegue aplicar em seu cotidiano (por mais corrido que ele seja!). Aprendi todas por experiência, ou seja, tem selo Teddy de qualidade hahaha
A morte pelo salto no meio da festa a gente consegue evitar, mas se a noitada foi boa, ai amiga, prepara o escalda pé pra manhã seguinte porque vai valer a pena! Hahaha

6 comentários:

  1. Não sei andar muito bem, confesso. Fiquei tempos sem usar, agora tô mal!! kkk

    Beijos,
    Yasmin Christe
    http://fashionfinissima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fica mal Yasmin, é tudo questão de prática! Com o tempo você vai pegando o jeito, aumentando o tamanho do salto e conseguindo desfilar super bem em cima de vááários centímetros! Haha
      Beijos :)

      Excluir
  2. Olá Teddy,
    Como amiga e leitora oficial me sinto na obrigação de compartilhar:
    Quando compro um sapato novo e sei que vou usar em uma ocasião que precise de algo confortável (para dançar muito) eu escolho a opção acima "break in" mas com uma meia soquete. Ajuda a deixar mais macio e o que tinha de machucar, a meia protege. Funciona e muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que já tinha ouvido isso em algum lugar mas não dei muito chão Tets, agora que você falou vou tentar! To com um salto que ta me matando ainda, vou dar um break in nele novamente com uma meinha e ver se ajuda!
      Brigada pela dica amiga :)
      Beijos!

      Excluir
  3. Adorei as dicas, principalmente a do alongamento, agora eu vou ficar sem minhas dores posteriores saídas de salto no pé! Beijos Teddy <3
    Ela Escreveu ♣

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Testa mesmo Monique! Ninguém merece bolhas e calos!
      Fico muito feliz em ter ajudado :)
      Beijos

      Excluir

Esse espaço aqui é de vocês meninas! Comentei, perguntem, conversem, tricotem... pode fazer de tudo menos falar mal da blogueira hahaha :)
Beijos!