quarta-feira, maio 7

Red Carpet: MET Ball 2014

E aqui estamos. Finalmente, depois de meses e meses de espera (parecia que 5 de Maio nunca chegava!), o anual e super esperado baile do Metropolitan Museum de Nova York (aka MET para os íntimos e amantes de moda, arte e tudo que tem inbetween) foi sediado nessa noite de segunda e contou com a presença de, basicamente, todo mundo que é alguém no mundo da moda e cultura popular. O Instagram ontem quase explodiu com posts de todas as partes do mundo que estavam muito ligadas nesse red carpet, que é sem dúvidas o mais fashionista, e logo, o mais divertido de todos.
Todo ano o baile conta com um tema diferente e o de 2014 foi, nada mais nada menos que "Moda & Arte". Meio genérico ao meu ver, dado que as temáticas dos anos anteriores tem sido bem mais afunilados. Porém, vendo pelo lado positivo, esse tema foi um convite com RSVP para as convidadas (e convidados! Porque tem muito homem fashionista dando pinta no MET) não pensarem duas vezes e ousarem sem medo. Algumas realmente vestiram obras primas, já outras...

Sarah Jessica Parker: Começando por um dos meus looks favoritos da noite (eu até diria o favorito, mas pra que me comprometer a esse quando tiveram tantas produções maravilhosas? hahaha), a eterna Carrie Bradshaw abusou do seu posto invicto de imperatriz do estilo e fez tudo que se é permitido no baile do MET. Sim, é um pouco caricato, é um pouco exagerado, é um pouco Cruella De Vil santificada, mas se existe um momento pra ser todas essas coisas juntas e misturadas tudo ao mesmo tempo agora, esse é o MET Gala! O Oscar de La Renta é estupendo, de fato. É, ele ficado incrível com um coquezinho básico e acessórios simples, mas não teria ficado MET. Se pudesse excluir apenas uma coisa, essas seriam as pulseiras e pedras encrustadas na luva. Tirando isso, usaria a produção com um sorriso no rosto. 
Beyoncé: Típico look "quanto mais eu olho, mais eu gosto". Se esse Givenchy já é incrível nas fotos, imagina ao vivo! Todo esse trabalho do bordado... Não da pra explicar. A telinha eu achei muito 2012, desnecessária, e na beleza, se fosse eu, soltaria o cabelo no maior estilo Queen B e trocaria o foco da make da boca pro olho (tipo pretão esfumado e batomzinho nude, sabe como?). As unhas também achei sem noção, como assim tudo preto e elas num vermelho super aberto? Mal pensado. Por fim, uma diminuída nos acessórios em exagero. Pode até parecer que eu acabei de deletar todos os elementos "MET" da produção, mas, na minha sincera opinião, um look harmônico e básico vale mais que um fashionistico e caótico, mesmo numa festa como essas.
Rihanna: Se a intenção de Rihanna foi chocar, como tem sido nos últimos red carpets aos quais a mussa jamaicana tem comparecido, na noite de segunda a iniciativa foi falha. Juro, por mais que eu tente me surpreender com a barriguinha (correção: tanquinho) a mostra eu só me pego achando esse look muito... chato. O cabelo arrepiado no topo da cabeça ta com cara de que não vê o time shampoo e condicionador a dias e a marca do bico do peito, sinceramente, me poupe. Bottom line, o mais legal desse look é a henna da mão direita.
Dita Von Teese: Parou tudo agora com esse Zac Posen abençoado! Que. Vestido. Muso. O nude conversando com a barra vermelha, o vermelho combinando com a clutch, a clutch flertando com o batom! Tudo uma teia fashion muito bem traçada que tem o nó de suas pontas dado por essas jóias estilo "segurando casas no pescoço" hahahah. Se eu não tivesse visto milhares de fotos da Dita no insta, eu diria que esse foi um look perfeito, mas infelizmente eu vi e tenho que ressaltar que, apesar de maravilhoso, esse vestido encurtou ela consideravelmente. That aside, look de outro patamar!
Taylor Swift: Só eu to achando ela a cara da Karlie Kloss nessa nova fase sem cabelo? Enfim, achei bonitinho, tipo, normal. Não é nada demais em qualquer red carpet, no MET então, ta quase invisível. Não que o vestido não seja lindo, nada a ver, apenas não chamou atenção (e o que não é esse baile se não atenção pura).
Leighton Meester: Blair poderosa arrasando de Pucci. Teve gente achando muito largo, eu que normalmente também não sou muito fã desse tipo de modelagem me conformei e acabei gostando muito desse modelo, mesmo que oversized. Faltou um colar no meio desse decote todo e eu definitivamente trocaria as sandálias por um pump (quem sabe um colorido pra dar vida). A clutch também ta meio errada e muito grande, mas mesmo pondo mil defeitos eu ainda amei esse look da Leighton.
Lilly Aldridge: Tem vezes que o brega é muito bem conduzido e trabalhado de forma que ele finalmente funciona e fica bonito, e tem vezes que ele só fica brega mesmo. Admiro a tentativa, mas ainda com todo o trabalho investido nesse dress ele ainda segue a segunda vertente.
Jessica Alba: Sempre tão fresh e cheia de classe! Diz se esse sorriso não derrete um? Confesso que fiquei surpresa de saber que o vestido de trata de um Gucci, dado que não parece nada com os outros modelos que a marca tem apresentado nos últimos anos. De qualquer forma, o trabalho do bordado é realmente something else. A bolsa, por outro lado, achei desnecessária e muito combinadinha. Outro fator que não me agrada são essas faixas laterais levemente mais escuras que marcam a cintura do vestido. Entendo que elas estejam ai por um propósito estrutural mas o efeito visual delas me remete uma modelagem barata, se preciso ser bem honesta.
Rita Ora: Não amo o vestido. Não amo o sapato. Gosto do vestido com o sapato. Melhor; gosto da idéia do vestido com o sapato. Ahh, e detesto o retalho fazendo papel de luva no maior estilo Conde de Monte Cristo pós 10 anos na prisão.
Victoria Beckham: Se fosse qualquer outra pessoa aparecendo com esse metro de tecido branco eu teria tido um ataque. Pela milésima vez, esse é o Baile do MET, que basicamente é tradução livre pra "plumas e purpurina amor". Mas tudo bem, tudo bem, porque ela é Victoria Beckham e sabe fazer minimalismo como ninguém. Se essa festa tinha tema moda + arte, podemos dizer que Victoria foi nosso "quadro branco" da noite.
Chloe Moretz: Tão fofinha, adoro ela! Adorei o vestido, mas mesmo tendo uma idade muito próxima a dela eu não deixaria que esse fosse um fator determinante e definitivamente não usaria esse vestido. É um pouco daquilo que eu já falei aqui, da infantilização das adolescentes e do medo que se tem de vesti-las com um pouco mais de maturidade que seja. Ou sei lá né, as vezes não tem nada a ver com isso e ela apenas gostou do vestido por combinar com seu estilo. Infantilizada ou não, ela ta linda e super meiga.

Cara Delevigne: Perdeu seu direito de defesa quando escolheu ir de calça pro MET. Aliás, perdeu tudo. Passa esse título de uber model britânica pra cá porque nem Stella McCartney a tira colo ta salvando isso ai.
Rosie Huntington: Mais aceitável que calça, mas ainda assim um ultraje ir de curto. O pior é que a gente sabe que não foi por falta de opção, é escolha própria mesmo! Uma modelo que sempre se veste tão bem... Ok, um pouquinho de drama porque o look ta até legal, mas, na boa Rosie, curto?
Diana Agron: A pose pata-choca desfavoreceu, mas o vestido em si já não é grande coisa também. Pra mim mullet só funciona se for extremo; frente super curta e calda mega extensa. Se for feito de outra maneira, parece erro de ajuste. Fora isso, o trabalho desse Prada é muito bonito e o cinto foi um toque inesperado. A clutch também fez uma brincadeira bacana com a gola, mas infelizmente ela não foi divertida o suficiente pra salvar o resto da produção.
Kim Kardashian: Surpreendeu porque não ousou. Nega sai por ai todo dia como se tivesse indo se encontrar com a rainha e quando chega o único dia no ano em que ela realmente pode botar a franga pra fora e vestir todo o couture que ela quiser, ela me aparece com isso? Bom, verdade seja dita esse shape favoreceu ela e muito, mas o mix de cores... Não tenho nada contra marinho + preto, só que dessa forma não ornou. Enfim, se eu estivesse tão nos holofotes como Kim está no momento esse vestido não seria uma opção nem das mais remotas.
Lupita Nyongo: Assim que Lupita deu seus primeiros passos no red carpet o Insta já pipocou de gente indignada, desconsolada com o look da atriz que até agora tinha sido só elogios. Eu entendo o estardalhaço, pois muito se espera da mulher mais bonita and mais bem-vestida do mundo. A minha opinião? Bom, eu de cara tiraria essas penas verdes que não fazem nada por ela. De resto, não me incomodo com mais nada, e até gosto da produção. Quer dizer, se a proposta Gastby ainda não cansou e agora nós estamos retrocedendo nas tendências em pleno MET Gala.
Karlie Kloss: Alerta girl-crush! Hahaha, uma das minhas modelos favoritas em um dos meus estilistas favoritos. Karlie + Oscar de La Renta é sucesso. Mais comum seria eu não gostar das luvas, mas pela primeira vez não tenho um problema com elas. O sapato, por outro lado, já me intriga um pouco mais. Será um mulê? Ou apenas um salto de bico fino? De uma maneira ou de outra, não gosto da pontinha dele dando essa espiadinha pra fora do vestido.
Jessica Pare: Não tenho opinião formada, o que se traduz em um vestido que é nem lá nem ca, nem bom nem ruim, nem bonito nem feio, apenas um vestido do qual eu irei logo esquecer.
Shailene Woodley: Eu deveria adotar uma medida de simplesmente pular todo e qualquer look da Shailene, ela só tem me causado decepção até agora! Tão linda, tão angelical, tão bem sucedida, e ainda assim tão "dedo podre" pra escolher vestido! Ta saindo de controle. Vou até ser legal e chegar ao ponto de dizer que esse tecido transparente é de fato muito bonito, mas os elogios acabam aí. 
Toni Garnn: Para tudo agora porque esse vestido é Topshop, acredita? Pasmei hahaha Tem cara de Zac Posen baratinho, quem sabe é assim que podemos chama-lo, afinal, não deixa de ser né? #megera Achei o pulso dela poluído demais e, no final, um conjunto meio sem graça. Mais negocio ter chegado pro Zac mesmo (ele tava lá todo todo tirando selfies com a Dita hahaha) e pedido um help.
Arizona Muse: Passada com a cintura dessa mulher, olha isso gente! Magreza pura e insustentável, Arizona apenas define feminilidade e graça nesse Zac Posen (diz se o homem não arrasou na noite de segunda! Hahaha) vermelho. Amei de tudo.
Liu Wen: Mais um do homem da noite. Ja tinha visto esse vestido antes no @ZacPosen e de cara achei ele igualzinho àqueles bonecos infláveis de posto de gasolina, sabe como? Hahahah E ainda com essa imagem na cabeça, eu consigo achar ele lindo! Ta certo que a classe da modelo chinesa quase não permite uma mente normal fazer essa associação bizarra, mas uma cor mais sóbria, como um preto ou marinho, teriam tirado ainda mais a cara de Hulk do modelo.  
Uffa! Muito look né? E olha que isso aí não é nem metade! Me segurei pra valer dessa vez, mas acho que os mais importantes estão todos aí! Como parte da tradição dos posts de red carpet,  lá vai o balanço do evento de hoje; Achei que as convidadas de fato ousaram, muito mais do que em red carpets comuns mas ainda assim um pouco menos do que nas edições passadas do evento. Minhas favoritas foram Sarah Jessica, Arizona, e Dita Von Teese enquanto as que menos apeteceram meu gosto fashion são as chamadas Lily Aldridge, Cara Delevigne (e eu achando que isso nunca ia acontecer) e Shailene Woodley. Agora vem aquela depressão pós-MET e a etérna espera por um novo red carpet. Previsões?

2 comentários:

  1. Teddy,
    Primeiro devo dizer que sua linda e amada SJP não me decepcionou. Mas simplesmente pelo fato de que nunca me orgulhou. Um "Olá, eu sou famosa e estou usando um Oscar de La Renta" seria mais sutil do que esse "autógrafo" na crina dela. Mas não vamos falar mal da maquiagem que ficou linda e adequada para a idade dela, só não precisava estragar com um coque feito pela filha dela de 5 aninhos.
    Leighton não precisa de comentários pois ela fez isso através desse look. No mínimo ela tem problemas de auto-estima porque a mensagem captada foi: Gorda e Velha.
    Jessica, Rita, Victoria e Chloe participaram de uma montagem que me deu vontade de jogar aqueles jogos de vestir bonequinhas, bem 2005. Excesso ou falta de ornamentações nesses vestidos, dava até para tirar de um e colocar em outro. Não gostei de nenhum.
    Carnaval 2015 vai chover Lupita Nyongo, Se o tema fosse natureza ou meio ambiente até aceitaria uma homenagem aos pássaros, e nem sem as penas, sem os bordados, sem nada ele me desceria.
    Para finalizar, Muse deu uma sambada na cara de Garnn e Wen. Eu olho pra essas duas e só me vem a cabeça uma coisa: Edredom. Talvez eu não tenha um senso crítico muito bom para moda e essas coisas, mas vamos combinar uma ciobinha queria patricinha, perua e fashionista, tem coisa que até a Regina Casé sabe que não rola.
    P.s.: Senti uma falta enorme da nossa querida Gisele, da Kendall e nada mais nada menos que Blake Lively.
    Beijos carinhosos sedentos de uma resposta para este comentário,
    Tetê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tets, pra começar eu amei seu comentário giga! Do porte do post mesmo hahaha
      Tendo ele o tamanho que tem, acho melhor responder por partes:
      Sarah Jessica: Você não foi a única pessoa a qual o look desagradou, mas ainda tendo milhares de opiniões negativas eu apenas consigo olha-lo e ama-lo cada vez mais. A questão do autógrafo eu vejo como uma metáfora; o tema do baile era Arte X Moda, e esse vestido é uma obra de arte que, por sua vez, merece a assinatura de seu artista. O cabelo entendendo que ache bobo, mas a técnica investida nesse penteado é executada por, convenhamos, os melhores dos melhores.
      Leighton: Um vestido que é ao mesmo tempo transparente, super decotado e tem uma mega fenda na perna não deve, realmente, ser muito justo. Não imagino nenhuma velha gorda usando-o hahahah Além deisso, essa silhueta tem se mostrado tendência e vai vir com tudo na próxima temporada.
      Sobre Jessica, Rita, Victoria e Chloe, sim, houve exageros e faltas, e nisso eu concordo. Gostei de quase todos mas não amei nenhum.
      Também não amei a Lupita, mas simpatizo tanto com ela que posso ter aliviado de forma ou outra no comentário do post. De qualquer maneira, super visualizo essa sua conecção com a natureza hahaha
      E por último, sim, sem dúvidas, Arizona é rainha soberana e samba na cara de todas! Hahaha
      Você tem um ótimo senso e opiniões muito fortes. O bom da moda é justamente isso; ela é democrática.
      P.S.: Sabia que eu tinha salvado tanto o look da Gisele quanto o da Blake? O problema é que, por algum motivo que até agora eu não entendi (o mais próximo que eu cheguei de uma conclusão é que computadores são doidos e ponto final) eles ficaram em outro diretório e não apareceram na minha pasta na hora de fazer as montagens. Já Kendall eu teria colocado apenas por ser Kendall, porque a produção não foi de chamar muita atenção.
      Beijos e, mais uma vez, arrasou no comentário.

      Excluir

Esse espaço aqui é de vocês meninas! Comentei, perguntem, conversem, tricotem... pode fazer de tudo menos falar mal da blogueira hahaha :)
Beijos!