sábado, junho 7

Meus filmes preferidos

Essa tem sido uma semana bem diversificada aqui no blog né? Teve filosofia sobre a influência da mídia, fotos do meu book de 15 anos (que ainda não estão nem perto de acabar, se preparem! haha), red carpet, nostalgia pré aniversário de dezessete anos e, como não podia faltar, o look nosso de cada dia hahaha. E pra acrescentar mais um ingrediente à receita, que tal encerrar esse comecinho de Junho com uma lista super atualizada dos meus filmes preferidos? Já estava querendo bater um papo de cinéfila aqui por algum tempo, então porque não aproveitar esse finzinho do período de aulas (só mais três dias galera, vamo lá!) pra discursar sobre os meus longas mais amados? 

Não que seja possível escolher um grande favorito, mas acho que se uma navalha fosse colocada diante do meu pescoço me forçando a escolher um único filme predileto, na hora com certeza eu diria Clueless (ou como eu prefiro, As Patricinhas de Bervely Hills). Os motivos para amar tanto? Err, vejamos, primeiro: a Cher é uma rainha que, honestamente, coloca qualquer Blair Waldorf na sapatilha, segundo: o figurino é de querer pegar a navalha mencionada acima e rasgar a jugular por conta própria, terceiro: as confusões e desfechos da trama são muito engraçadas e de certa forma bem relacionáveis, quarto: ele é um filme que inspira e influencia meninas até hoje, 20 anos após seu lançamento e quinto: eu já falei do figurino? Se você nunca assistiu As Patricinhas de Bervely Hills corre, larga tudo, fecha essa página, abre seu Netflix e vai. assistir. imediatamente.
Considerado um dos filmes mais cult da última década, Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças é tudo o que você sempre esperou de um drama romântico mas, por fatalidade, nunca viu por aí. O filme tem direção e edição de aplaudir de pé, além de nos apresentar um Jim Carrey irreconhecível num papel maduro que faz com que todos o vejam com outros olhos. A história é meio complicada de explicar, pois a trama se desenvolve em cima do que podemos chamar de uma "coucha de retalhos" que mistura o presente, o passado, as memórias, as fantasias e os devaneios, tudo feito de uma maneira brilhante e muito flúida. É um daqueles filmes que só não da pra explicar, tem que assistir pra se maravilhar. 
Confissão: Eu sou absolutamente apaixonada por filmes de animação, com todas as letras. Se é da Disney, Pixar, DreamWorks, provavelmente eu estarei lá na primeira fila do cinema tendo the time of my life hahaha Eu gosto de quase todas, mesmo, mas uma que sempre me marcou, desde pequetita, foi O Estranho Mundo de Jack (como boa Tim Burton maniac, não tinha como eu não amar o clássico de Natal). Provavelmente todo mundo aqui já assistiu o dito cujo pelo menos uma vez, mas eu, eu consegui assistir 13 vezes e ainda assistiria 13 mais! O universo que Tim Burton cria em seus filmes é surreal, e eu sempre fui muito facinada por ele. Em todos os seus longas, principalmente as animações, parece que os personagens convivem na mesma dimensão sabe? Como se, em algum momento, todos os filmes pudessem se unir em um só. Eu am o essa fantasia e O Estranho Mundo de Jack é a exemplificação perfeita dela.
Tuck Everlasting conta a história de uma bela e rica jovem chamada Winnie Foster (jovem mesmo, tipo pouco mais nova que eu) que vive sua vida tranquila de princesinha da cidade no comecinho do século XX quando, num belo dia, ela se perde na floresta e encontra o totalmente fofo e muito charmoso Jesse Tuck. Claro que o encontro deles é a maior confusão e parece que nada vai dar certo, mas, a medida que eles vão se conhecendo, os segredos vão começando a sair e, aos poucos, eles vão se apaixonando. Bom, o resto da história eu não posso contar, mas esse é um longa lindo que trata de um dos meus assuntos preferidos; a eternidade. Todo aquele dilema; seria bom viver eternamente? Seria ruim? A sociedade interpreta isso de uma maneira muito fantasiosa ou realmente seria assim tão magnifico viver pra sempre? Ao assistir Tuck Everlasting, algumas dessas dúvidas vão se desmanchando, a medida que você vai caindo de amores por essa história tão doce.
Evidentemente, não podia faltar um filme de terror no meio desse mix; e é aí que entra A Hora do Pesadelo. A franquia de filmes do nosso monstro favorito, Fred Krugher, é um clássico que assustava meus pais em sua época (hahaha) e continua aterrorizando salas de cinema até os dias de hoje. A história todo mundo conhece, mas a versão de 2010 do filme, estrelando a queridinha do cinema Rooney Mara, trás um "quê" novo ao clássico dos anos 80. Já assisti essa versão 5 vezes e ele ainda é disparado meu filme de terror favorito. 1, 2, Freddie is coming for you...  
Não existe universo paralelo no qual eu faça uma lista de filmes favoritos e não inclua nela Titanic. É impossível, impraticável e impensável, dado que nenhum filme na história do cinema me fez chorar tantos litros por minuto quadrado (hahaha, olha meu professor de matemática me dando um tapa na orelha agora). Hoje em dia eu nem consigo mais ver, pois sei que assim que a Rose sair correndo do bote pra abraçar o Jack eu vou desabar em lágrimas. E ta certa ela, quem não arriscaria a vida por um Dicapprio (principalmente na fase mais gata dele, esses 20 e poucos anos). Bom, nem tem muito o que falar sobre Titanic, todo mundo já tem noção do blockbuster que ele é e sem dúvidas sempre será ♥
Para encerrar a lista, mais uma animação que está perigosamente próxima do meu coração; Enrolados. Depois que o filme foi lançado, eu demorei aaaanos para assistir, e confesso que se não fosse por uma tarde chuvosa sem nada na TV eu não teria tomado conhecimento do quão fofolette esse filme é! Hahaha Sabe aquele desenho que te faz voltar a ter 6 anos, querer ser a princesa e se apaixonar pelo mocinho? Pois bem, Enrolados fez uma semi-adulta de d-e-z-e-s-s-e-i-s anos sonhar acordada com o personagem principal e cogitar seriamente nunca mais cortar o cabelo na vida. Ele é um filme super fofo que não falha em arrancar sorrisos, e se você não tentou, não tenha preconceito e libere a sua pirralha interior! Hahaha
 Por agora, esses são os filmes que mais tem significado para mim. Não acredito que essa lista vai mudar, dado que os nomes que estão aí presentes já são favoritos de longa data. Pra quem já assistiu algum desses títulos, ótimo, vamos trocar figurinhas e fofocar sobre as nossas cenas favoritas! Pra quem nunca viu nenhum ou ainda precisa de mais uns dois logs no Netflix pra trancar todos, eu, apesar de ser suspeita, sugiro muito que o façam! 
Eu acredito muito que os filmes dos quais nós mais gostamos influenciam a nossa personalidade, e esse, de uma maneira ou de outra, certamente tiveram parte no processo de criação da minha.

6 comentários:

  1. To adorando os posts teddy!! Voce esta numa fase otima e escreve muito bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau, muito obrigada! Isso significa muito pra mim :)
      Beijos!!

      Excluir
  2. Adoro as patricinhas e o estranho mundo de Jack.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post! Você poderia fazer um post de como é a sua rotina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Bom, acho que um post sobre a minha rotina seria meio chatinho haha, ela não tem nada demais. É basicamente aula, academia, algumas "errands" de vez em quando (costureira, dermato, salão, esss coisas...), casa, cama e ai repete hahaha.
      Beijos!

      Excluir

Esse espaço aqui é de vocês meninas! Comentei, perguntem, conversem, tricotem... pode fazer de tudo menos falar mal da blogueira hahaha :)
Beijos!