quarta-feira, outubro 22

Um tributo a Oscar De La Renta

Essa semana o mundo da moda ficou mais triste. Aos 82 anos, uma das mentes mais brilhantes do cenário fashion contemporâneo deu sua última rabiscada em direção ao céu. Oscar De La Renta realmente entendia mulheres e, mais que tudo, sabia como vesti-las. 
Nesses últimos dias o Instagram, como havia de ser, foi bombardeado com publicações de designers, amigos, modelos e admiradores do trabalho desse mestre parte dominicano, parte porto-riquenho e eternamente americano. Criações feitas para Amy Adams brilhar no Oscar, para Sarah Jessica Parker causar no MET, para Katy Perry destribuir sorrisos no AMA e muitos, muitos outros lindos vestidos que fizeram história durante anos, um por um. Separei fragmentos de obras suas que, na minha opinião, vingam a carreira de artista que Oscar quase seguiu antes de se apaixonar pela moda.


Quando penso sobre o trabalho de Oscar, a primeira palavra que vem à minha cabeça é feminilidade na sua forma mais pura e primitiva. Pois querendo ou não, nós mulheres temos o instinto natural de querermos ser o mais "mulher" possível, e De La Renta não apenas compreendia isso, mas levava esse desejo ao próximo nível. Suas criações pertencem em contos de fadas, em armários de princesas e closets de fadas, não tem maneira melhor de adjetivar suas coleções do que essa. 
Mas não só em vestidos bonitos se baseia o legado de Oscar, mas também na sua mentalidade aberta sobre a confiança que cada mulher deve carregar dentro de si. Afinal, não é a toa que ele foi o autor da frase "Ande como se três homens estivessem andando atrás de você", além de muitas outras que frizam a importância de uma postura (tanto no sentido literal mas principalmente no figurado) digna de uma verdadeira "mulher" (não sei porque insisto em usar aspas quando essa palavra realmente define tudo de maneira exata). 
Desejo toda a sorte do mundo a Peter Copping, atual diretor da label do mestre, agora mais que nunca. Tenho certeza que o ex da Ninna Ricci continuará seu ótimo trabalho nas rédeas da maison, e enquanto isso Oscar faz croquis para anjos no céu. 

2 comentários:

  1. Fez peças maravilhosas e fez igualmente muitas mulheres sentirem-se fantásticas


    www.tarasemanias.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, é de fato uma tristeza.
      Beijos Sónia!

      Excluir

Esse espaço aqui é de vocês meninas! Comentei, perguntem, conversem, tricotem... pode fazer de tudo menos falar mal da blogueira hahaha :)
Beijos!