quinta-feira, outubro 30

Shots of a fun dinner

Ontem foi um dia muito especial; chata e chuvosa, a terça-feira tinha tudo para ser aquela típica baforada de cotidiano massante. Porém, quando é aniversário da melhor amiga e ela chama toda a galera pra comemorar junto num jantar delícia hosted, btw num dos meus restaurantes preferidos, não tem como a noite fracassar. Carreguei a câmera comigo e, na minha saudade de um jantar gostoso entre amigos, prometi a mim mesma que iria fotografar tudo! Promessa essa que foi fracionalmente quebrada, já que, chegando la, reparei que a bateria da câmera tinha acabado. Quen, quen, queeeen. Por sorte, como qualquer blogueira preparada, carrego comigo o carregador da danada e estou sempre preparada para esses imprevistos. Foi só virar amiga do garçom e pedir com muito jeitinho pra ele colocar os apetrechos na tomada. Assim, no final do jantar, compensei a noite sem fotos e fui atrás dos meus cliques pro blog!


Adoro dar esses meus surtos fotográficos e sair por aí espalhando flash e aterrorizando a galera até não poder mais hahaha. Principalmente quando as modelos em questão são minhas amigas, aí tudo fica mais divertido! Uma pena eu não ter conseguido capturar os momentos que aconteceram mais no começo da noite. Mas da próxima eu prometo que vou ser menos avoada e vou garantir 100% de bateria pra ter até a respiração do pessoal documentada! Hahaa

quarta-feira, outubro 29

Look Do Dia: Pullover

Acredito que estejamos todas unidas numa única corrente de sobrevivência a esse calor monstruoso que tem feito ultimamente nesse nosso Brasilzão de Deus. Semana passada tivemos o dia mais quente do ano aqui em Brasília (até agora!), e em São Paulo, os paulistas tiveram que aguentar o dia mais quente dos últimos 30 anos (ui!). 
Eu não esperava nada de diferente do pequeno inferno ao qual me acostumei nos últimos meses, mas essa semana uma rajada de chuvas loucas invadiu a capital e deixou todo mundo desnorteado. Como viver numa cidade que te racha de manhã e te congela a noite? Complicado. Mas a verdade é que, ultimamente, as costumeiras sainhas leves de cores claras às quais me acostumei tem dado lugar a calças jeans e mangas compridas que eu não tocava a muito, muito tempo. Um exercício legal, pois é sempre bacana dar uma mudada de direções em relação aos "looks do dia", além de que, convenhamos, é bem mais divertido se vestir com algumas camadas a mais pra brincar.


Pullover: Acervo (internet)
Jeans: Armani
Colar: Zara
Anél: Forever 21
Bota: Gucci
Bolsa: Valentino

Aproveitei a chuvinha gostosa para estrear esse pullover que estava a tanto tempo resando por uma baixa nos termômetros pra poder esticar as pernas pela cidade. Ele é todo especial, não?  Casual e chic ao mesmo tempo, a mistura da fina renda com o bruto moletom da a luz a uma peça que pode ser usada de mil maneiras, transportada para se encaixar em mil estilos. A partir dele, montei uma produção que eu gosto de classificar como "smart chic", simplesmente porque, ao pé da letra, me sinto "inteligentemente elegante" quando a uso. Jeans skinny e bota de cano alto são tipo romeu e julieta, e acompanhados desse pullover então, só com um maxi-colar bem poderoso pra ficar melhor. Por fim, bolsinha simples combinando com a vibe neutra do look e toda essa aura chuvosa, confortável e cheia de elegância na sua forma mais simples e usável.

terça-feira, outubro 28

Leitura de estilo

Há alguns dias comentei aqui sobre meus livros favoritos. Uma tarefa difícil e, de certa forma, efêmera para mim, que estou sempre com uma publicação nova na mão (atualmente estou lendo O Cortiço, por Aluísio de Azevedo, estou amando!). Já pretendo fazer uma nova edição desse post, e enquanto escalo os exemplares que mais tenho gostado ultimamente (estou pensando até em fazer rezenhas mais frequentes, quem sabe mensais!), deixo aqui para vocês mais um amado #repost da era antiga do blog; meus livros de moda favoritos. Engraçado que mesmo tendo garantido mais exemplares que circulam esse assunto desde então, esses continuam sendo os meus favoritos!

Alem de inúmeros exemplares de revistas Vogue, Elle e Maria Claire, a minha escrivaninha tambem abriga alguns preciosos livros de moda. Livros que são a melhor fonte de inspiração para dias onde "não temos nada no armario", que nos ensinam mais sobre a história da moda e que nos mostram pontos de vista e perspectivas diferentes das que conhecemos. Enfim, um livro que nos completa e de certa forma aperfeiçoa o nosso estilo pessoal.
Fotografei alguns dos livros que mais gosto para indica-los aqui. A maioria da pra comprar online e alguns (traduzidos para o português) são até faceis de achar em livrarias pelo país. Vamos nos perder em um bom livro?

  1. O Pequeno Dicionário de Moda de Christian Dior: Todas as dicas e regras de um dos imperadores da moda estão nesse livrinho que, de tão pequeno e prático, pode até ser levado na bolsa para consultas de ultima hora ou apenas mais uma maneira de passar o tempo. Nele podemos ver tudo o que o estilista acreditou enquanto estava vivo, e o que ainda podemos perceber pelas criações de sua marca. Tem pequenas dicas sobre tudo, ainda não li todas mas as que li me ajudaram muito em dias sem inspiração ou dúvidas de moda.
  2. O Segredo do Chanel No. 5, por Tilar J. Mazzeo: Acho que a história do perfume mais famoso do mundo é, no mínimo, fascinante. Como o Chanel No. 5 se tornou tão iconico? Como ele foi direto para a prateleira de perfumes de ninguem mais ninguem menos que Marilin Monroe (que - pausa dramática - dizia que deixava os homens loucos! hahaha)? Como ele em sí virou um simbolo de elegancia e classe.
  3. Os 50 Sapatos que Mudaram o Mundo, por Design Museum: As shoe freeks de plantão vão pira com esse livro. São 100 paginas, 50 sapatos e inúmeras histórias que modificaram o jeito de calçar. Na lista, modelos que já amamos, os Stilletos (famoso salto agulha), os bicolores e os cinematrograficos sapatinhos de rubi de O Mágico de Ozz. Alem de claro, muito Ferragamo, Jimmy Choo e Vivier. 
  4. What People Wore When por Melissa Leventon: Esse é  o mais legal pra quem estuda moda, mas quem apenas quer aprender um pouco mais sobre a história da moda pelos anos também vai adorar esse livro (que está mais para uma enciclipédia da moda). Nele tem todos os detalhes dos modelitos que marcaram cada época da humanidade. Tudo começa com as antigas civilizações egipcias e gregas e vai até as cortes reais de 1800, especificando cada detalhe possivel. 
Não consigo me ver sem esses salva-vidas, pois tanto em momentos de poucas inspirações e dúvidas modisticas são eles que estão lá, na minha escrivaninha prontos para serem lidos, relidos e lidos mais uma vez :)

Confesso que de todos esses, o que mais consulto é o Pequeno Dicionário. Cada dia aprendo uma coisa nova com ele, mesmo já tendo lido-o de "cabo a rabo" como diria minha avó. Livros bons são assim mesmo, mesmo sabendo seus capítulos de cor, uma palavra, uma frase e toda uma ideia podem ter um sentido diferente (e, nesse caso, proporcionar uma inspiração diferente) dependendo do nosso estado de espírito!


segunda-feira, outubro 27

Um dossiê de ideias pra você arrasar nesse Halloween

Com o mês de Outubro chegando ao fim (ta certo isso gente?), chega então a época do ano que eu mais gosto; o Halloween! Infelizmente no Brasil não cultivamos a cultura tão adoradora desse divertido feriado, que nos Estados Unidos é uma febre indispensável e todo mundo está sempre a procura de novas e criativas fantasias pra chocar a galera. Mesmo assim, ainda existem aqueles que se animam a trazer um pouco dessa tradição para os trópicos, com festas a fantasia e muito, muito sangue falso! Pensando nisso (e deixando meu coração, que é absolutamente apaixonado por esse festival de guts and gore, me guiar mais que minha mentalidade), reuni algumas inspirações para arrasar sendo assustadora and gatinha nesse Halloween.

Pra quem quer assustar... Hoje em dia, com um pouco de sangue em cima da maquiagem certa, tudo é fantasia. Com um pouco de vermelho aqui, preto ali, roxo acolá, qualquer roupa rende uma ótima fantasia de zumbi, visto que está tudo na maquiagem! Amo poder contar com esse artifício, pois é um ótimo truque pra quem está sem saco de ir atrás de uma fantasia pronta. A dica é pesquisar; vídeos no youtube e tutoriais no google ensinam maneiras simples e rápidas de abrir veias e destruir órbitas com maquiagem. Claro que leva um pouco de prática, mas pra quem manja um pouco mais do mundo dos pincéis tira esse estilo de fantasia de letra!
Pra quem quer ir a lá Disney... Amo as fantasias de contos de fada. Chapeuzinho Vermelho, por exemplo, é a minha favorita! Acho elas super fofas e com uma sensualidade estilo Lolita, que é sempre uma brincadeira divertida de fazer. A questão aqui é o esteriótipo. Quantas Brancas de Neve, Cinderellas e Pequenas Sereias vamos encontrar em uma festa de Halloween. Muitas. Aí é que ta. Para se destacar é necessário um cuidado maior, uma atenção mais detalhista e um empenho mais especial para se destacar mediante as outras. Desde uma maquiagem mais elaborada a um cabelo que leva mais cuidado, são os pequenos detalhes que, em boas quantidades acompanhadas de cautela e bom senso, fazem a sua fantasia levar a melhor. Isso vale também pra quem curte as fantasias de super-herói, personagens fictícios, nacionalidades entre outros.
Pra quem quer apostar nos clássicos... Anjinho, capetinha, policial, presidiário, marinheiro... Todas essas fantasias são bem típicas e, assim como as de princesas e contos de fadas. Não adianta vestir a roupa e correr pra festa. Tem que pensar além. Uma enfermeira por exemplo, fica muito mais interessante com um estetoscópio no pescoço ou uma siringa na mão. Já uma bombeira pode carregar um extintor de incêndio de brinquedo, e por aí vai. São as pequenas coisas que captam o olhar.
Pra quem quer ir de celebridade... O legal em se fantasiar de celeb é que da pra montar tudo em casa. Claro, uma peruca aqui, um acessório novo alí fazem uma baita diferença. A questão aqui está na atenção para com os detalhes. Quer fazer a Britney? Enrosca a cobra de plástico no pescoço e dança até o chão estilo "Slave 4 You". Prefere Lady Gaga? Latas de Coca-Cola dão ótimos bobys a lá Telephone. É indie e ta mais pra Lana Del Rey? Coroa de flores e delineado gatinho não podem faltar. Tem que escolher um momento icônico do artista, um momento que marcou e se fez por lembrar, logo, um momento que está cristalizado na memória das pessoas e se fará por reconhecer em meio a uma multidão na balada.
 Olha eu me achando como "inspiração" hahaha. A verdade é que eu amei muito a maquiagem que fiz para essa fantasia de leopardo, super fácil e da um mega efeito! Juro que a parte mais complicada foi o delineado, e mesmo assim, usando fita adesiva é fácinho!
Pra quem não quer gastar muito... Contra à crença popular de que é necessário gastar um absurdo para atrair olhares no Dia Das Bruxas, existem sim opções criativas e muito baratas pra quem não quer levar facada no dia dos horrores. Fantasias de décadas em geral são bem fáceis de reproduzir, animais e criaturas místicas também não exigem muito, tiara e rabo já fazem bem o trabalho. Por fim, zumbis, vampiros e o resto da companhia do susto também não exige muito. Com um vestido preto, uma capa, um pouco de maquiagem e a tão necessária atenção aos detalhes já mencionada quatrocentas e noventa e cinco vezes apenas nesse post se faz uma fantasia bem bacana.
Muita coisa, né? De fato, as possibilidades são infinitas quando o assunto é fantasia, e eu não falei de nem um terço delas! O que se pode resumir desse post é a) quem faz a fantasia é a criatividade e o empenho do interessado. Recursos e acessórios não são nada se a pessoa não pesquisa, não vai atrás, não pensa além e não bota a criatividade pra funcionar. E por fim b) a personalidade da pessoa que vai vestir. O legal do Halloween é justamente poder pegar um lado seu que vive escondido e trazer pra fora pro mundo inteiro ver. Catar aquele desejo infantil de ser a Mulher Maravilha, a Alice do País das Maravilhas ou simplesmente um zumbi todo desmembrado estilo Walking Dead. A diversão desse feriado ta nisso, ser uma versão diferente de sí mesma, ser aquilo que a gente gosta, ser o que a gente quer e concretizar essa tarefa que, na "vida real", é difícil pra caramba, mas que no dia 31 de Dezembro pode finalmente ser realizada com alguns tutus e um batom vermelho. 

sexta-feira, outubro 24

Look do Dia: Lilac

Detesto generalizar, mas tem uma coisa que 99% das compradoras compulsivas (coff coff eu) fazem, e isso é estocar peças do mesmo modelo em cores diferentes, isso quando elas tem um caimento impecável e a gente ama demais. Quando não são camisetas, calças ou até chapéus gêmeos (name it, tenho de tudo #shame), pode ter certeza que meu armário é cheio de irmãos e primos também. Shortinhos rasgados, camisetas de seda, jeans skinny... Se meu closet ver mais um desses aí ele cospe tudo pra fora, juro pra vocês. E no meio dessa hipérbole que é a pouca diversidade do meu guarda-roupa, encontrei um novo alvo para compras contínuas: vestidos bandage.


Vestido: Acervo (internet)
Salto: Christian Louboutin
Clutch: DVF
Laço: Acervo

Comecei aos poucos; um azul aqui, um vermelho ali... Quando vi, já tinha cinco modelos diferentes de bandage dresses. O roxinho do look de hoje, por exemplo, foi uma das minhas aquisições mais recentes. Estou apaixonada pela cor dele e não quero mais tirar do corpo! Na produção de hoje, resolvi ir contra meus instintos naturais e jogar um pouco de preto em cima desse lilás lindo. Nos pés e na cabeça, essa quebra de cores ficou interessante ao lado da quebra de estilos cujo responsável é um pequeno detalhe muito importante no look; minha presilha de lacinho. Adorei ela nesse look pelo toque inesperado e meio "out of place" que ela da a esse look super "balada". Um contrastezinho de vez em quando vem bem a calhar, principalmente em produções facilmente "acháveis" por ai, entendem? Pra diferenciar do arroz com feijão de sempre hahaha.
Já encomendei mais um vestido bandage e tenho muitos outros para mostrar por aqui. Espero que não estejam enjoando dessa trend, pois eu gosto cada vez mais!

quarta-feira, outubro 22

Um tributo a Oscar De La Renta

Essa semana o mundo da moda ficou mais triste. Aos 82 anos, uma das mentes mais brilhantes do cenário fashion contemporâneo deu sua última rabiscada em direção ao céu. Oscar De La Renta realmente entendia mulheres e, mais que tudo, sabia como vesti-las. 
Nesses últimos dias o Instagram, como havia de ser, foi bombardeado com publicações de designers, amigos, modelos e admiradores do trabalho desse mestre parte dominicano, parte porto-riquenho e eternamente americano. Criações feitas para Amy Adams brilhar no Oscar, para Sarah Jessica Parker causar no MET, para Katy Perry destribuir sorrisos no AMA e muitos, muitos outros lindos vestidos que fizeram história durante anos, um por um. Separei fragmentos de obras suas que, na minha opinião, vingam a carreira de artista que Oscar quase seguiu antes de se apaixonar pela moda.


Quando penso sobre o trabalho de Oscar, a primeira palavra que vem à minha cabeça é feminilidade na sua forma mais pura e primitiva. Pois querendo ou não, nós mulheres temos o instinto natural de querermos ser o mais "mulher" possível, e De La Renta não apenas compreendia isso, mas levava esse desejo ao próximo nível. Suas criações pertencem em contos de fadas, em armários de princesas e closets de fadas, não tem maneira melhor de adjetivar suas coleções do que essa. 
Mas não só em vestidos bonitos se baseia o legado de Oscar, mas também na sua mentalidade aberta sobre a confiança que cada mulher deve carregar dentro de si. Afinal, não é a toa que ele foi o autor da frase "Ande como se três homens estivessem andando atrás de você", além de muitas outras que frizam a importância de uma postura (tanto no sentido literal mas principalmente no figurado) digna de uma verdadeira "mulher" (não sei porque insisto em usar aspas quando essa palavra realmente define tudo de maneira exata). 
Desejo toda a sorte do mundo a Peter Copping, atual diretor da label do mestre, agora mais que nunca. Tenho certeza que o ex da Ninna Ricci continuará seu ótimo trabalho nas rédeas da maison, e enquanto isso Oscar faz croquis para anjos no céu.